NEOARQUEO
22 novembro 2011
  "Na rota da 3ª invasão francesa: o concelho de Mangualde e as suas vítimas"
A Câmara Municipal de Mangualde lançou o livro "na rota da 3ª invasão francesa: o concelho de Mangualde e as suas vítimas", da autoria da Prof:ª Doutora Maria Antónia Lopes, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
Pode ser adquirido ma Câmara Municipal, ou pedido neste blog, pois encaminharei o assunto no próprio dia.
Custo 5€
Se enviado por CTT acrescem os portes.
 
12 novembro 2011
  Mangualde - breve apontamento
MANGUALDE
Localizada na Região Centro de Portugal, Mangualde é capital de um concelho cujo território, constituído por 18 Freguesias, ocupa uma superfície de 220,72km2.
A sua localização geográfica, no cruzamento de importantes vias de comunicação: IP3, A25 e Linha da Beira Alta – principal via de ligação à Europa por caminho de ferro – fizeram de Mangualde uma importante placa giratória de pessoas e bens, desempenhando um papel crucial no desenvolvimento da Região.
O actual Concelho de Mangualde, outrora Azurara da Beira e o vizinho Concelho de Tavares, é terra antiquíssima. Palco da presença humana desde os tempos do Neolítico, testemunhada pelas Antas da Cunha Baixa e Padrões, foi fortemente romanizado, de acordo com os inúmeros vestígios de ruínas de villae e inscrições. Os vários troços de calçadas romanas e os marcos miliários que povoam o território são prova da sua importância. Foi Fernando Magno, Rei de Leão, quem, na Reconquista Cristã, arrancou o Castelo de Mangualde aos mouros, em 1058. Ainda antes da fundação de Portugal, Dom Henrique e Dona Teresa concederam-lhe Carta de Foral, em 1102.
É a partir do século XVIII com a instituição postos de venda da industria de lanifícios de Gouveia e Covilhã, de feiras e o posterior desenvolvimento da Feira dos Santos que Mangualde reúne as condições necessárias para que nos séculos XIX, com a inauguração da Linha Férrea da Beira Allta, e XX se catapulte para um desenvolvimento económico superior, atraindo investimento, empresas e consequentemente postos de trabalho e fixação das populações.
Tamanho progresso foi justamente reconhecido pela Assembleia da República com a elevação de Mangualde a cidade, em 1986.

Foto de Vítor Oliveira http://www.flickr.com/photos/vitor107/2983126253/in/set-72057594053396175/ 
 
02 novembro 2011
  Minas da Cunha Baixa: passado e presente
Exposição de património tecnológico e documental da actividade mineira (extracção de urânio) nas Minas da Cunha Baixa. De 9 a 28 de Novembro, na Biblioteca Municipal de Mangualde.
 
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar