NEOARQUEO
29 março 2011
  EXPLICAÇÔES SOBRE ALTERAÇÕES
Caros leitores,

como se devem ter apercebido, hoje, dia 29 de Março de 2011, procedi a alterações neste blog. Optei por colocar os posts que nada têm a ver com Património Cultural (PC),no seu mais amplo sentido e significado, no ano de 2011. Naturalemente que estes foram escritos entre 2005 e 2011.
A atitude tem a ver com a necessidade de não alterar em absoluto, nomeadamemnte quanto à data de publicação, os posts que se referem ao PC.
Em primeiro lugar, porque em várais investigações científicas esses posts foram citados e, como tal, tendo disso conecimento, não tenho o "direito" de alterar essas referências bibliográficas.
Em segundo lugar, porque sendo agora a minha vez de citar estes artigos na minha tese de Mestrado, é-me mais útil ter esses posts concentrados entre 2005 e 2010, pois assim faço apenas uma entrada na bibliografia.
Isto é, em vez de citar cada post como se de um artigo de revista se tratasse, cito o Neoarqueo como se fosse uma "monografia".
É mais fáil, poupo tempo e folhas na Tese e não adultero em nada os posts do PC.
ESpero que compreendam a minha atitude. Afinal, no Neoarqeo, udo está como dantes, apenas alguns posts de 2011 não corresponde de facto a esse ano...mas quem se importa, dada a natureza dois mesmos?

Viva a liberade que a "web" permite.

Muito obrigado
 
21 março 2011
  Museu da História Local de Abrunhosa do Mato
O CRDA tem o propósito de levar a efeito a instalação de um Museu da História Local de Abrunhosa do Mato.


Para tal foi constituído um Grupo de Missão para a concretização do projecto. Este Grupo de Missão é coordenado por António Tavares.

O futuro Museu irá funcionar nas instalações onde funcionava o ATL.

Para que este objectivo seja possível é necessário que todos os Abrunhosenses contribuam com materiais e outros bens patrimoniais para se constituir a colecção a expor.

A entrega das peças deverá ser feita nas instalações do CRDA.

Para mais esclarecimentos é favor contactar:

António Tavares

David Assis

Elisabete Madeira

João Cabral

Sónia Almeida
 
20 março 2011
  Peças da nossa memória II
Aqui se apresenta mais um objecto que durante anos conviveu de perto com todos nós. Porém, o ritmo do progresso, as rápidas mudanças, as inovações constantes encarregam-se de atirar estas peças para o lugar mais recôndito das nossa memória, pessoal e colectiva.
Saridon, foi um dos medicamentos que se impôs no "mercado da dor"...tratou várias dores de cabeça, dores de ossos...enfim, foi o "milagre" que a muitos valeu...
Os objectos têm vida própria, contam-nos histórias, ajudam a reconstruir a manta de retalhos de que muitas vezes se faz a nossa história, a nossa memória.
Despertar memórias é viajar ao nosso passado, aquele passado cimentado em narrativas que evocamos, através de lembranças, de símbolos e que só é possível através do reconhecimento. Só ele nos impede o esquecimento.
As memórias fazem parte, são, a nossa identidade. E não esquecer quem somos, é tão importante como estar vivo. Porque é com as nossas memórias que nós nos vamos fazendo….
 
  Peças da nossa Memória
Esta peça é uma preciosidade que lentamente caiu no esquecimento. A nossa memória, selectiva que é, vai substituindo factos, acontecimentos, objectos para dar lugar a outros que "invadem" o nosso cérebro.
No entanto, a memória colectiva é feita de pequenas coisas e objectos, de pequenos grandes nadas como esta simples lata de graxa...
Despertar memórias é viajar ao nosso passado, aquele passado cimentado em narrativas que evocamos, através de lembranças, de símbolos e que só é possível através do reconhecimento. Só ele nos impede o esquecimento.
As memórias fazem parte, são, a nossa identidade. E não esquecer quem somos, é tão importante como estar vivo. Porque é com as nossas memórias que nós nos vamos fazendo….
Recordemos, pois.
Já dizia George Sand: A memória é o perfume da alma.
 
18 março 2011
  Sargaceiro, de Júlio Resende

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.

 
17 março 2011
  Menez ou a pintura no feminino

Mais um artigo de Mafalda Tavares, publicado no Jornal Renascimento, que agora passa a estar em parceria com este blog.

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.

 
13 março 2011
  Expo de Pintura 17 de Julho, pelas 16:30 ...com champagne

Inauguração de Pintura no dia 17, Sábado, pelas 16:30 h na Biblioteca Municipal de Mangualde, a não perder.
Expo da artista Paula Parracho, conceituada a nível nacional e internacional.
Comissariado de Anabela Guimarães.

Apareça, há boa arte e...há champanhe...

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.


 
10 março 2011
  Zela Graffiti Gallery - Bbiblioteca Municipal de Mangualde
Dia 4 de Setembro, pelas 18 horas no Salão de Exposições da Biblioteca Dr Alexandre Alves, Mangualde, o Graffiter ZELA expõe várias obras de graffiti em, tela e painéis. No dia da Inauguração haverá live painting e aos Sábados também.
Zela é um street artist mangualdense, de elevada craveira neste género de arte.
Vale a pena.
Compareça.

Uma organização GPPC - Pelouro da Cultura - Câmara Municipal de Mangualde

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.
 
06 março 2011
  René Bertholo e o surrealismo

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.

 
02 março 2011
  Manet...e a queda dos preconceitos

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.

 
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar