NEOARQUEO
21 outubro 2005
  Carvalha Gorda - Um monumento esquecido?

Em Abrunhosa do Mato não abundam os monumentos históricos, mal se contam pelos dedos de uma mão. E por incrível que pareça quando os havia, mandavam-se destruir, em nome do progresso...
Antes que o progresso faça das suas, aqui por Abrunhosa do Mato, apresento-vos a Sepultura Antropomorfica escavada na Rocha, a única desta localidade. Ao que sei havia outra, nos Vais, mas alguém, no passado, a fez explidir para resgatar o pote das moedas de oiro aí escondidas por uma moira...
Situa-se a meia encosta de um monte, no lugar já referido. Monte granítico no interior de uma mata, onde abundam os pinheiros e a vegetação rasteira. Chega-se lá tomando a estrada que segue de Abrunhosa do Mato para as Contenças de Cima, a 200 metros antes da ponte da Alçaperna, à esquerda. Não nos aparecem aqui vestígios de antigas estruturas, nem espólio de qualquer tipo; apenas este túmulo, isolado. Antropomórfica, simetricamente construída. Cabeça em forma de ferradura, com ressalto, bem diferenciada dos ombros, cujos ângulos são arredondados. Lados curvilíneos, equidistantes de um eixo central. Pés arredondados. Base subindo progressivamente até aos pés.
Mede de 175 cm. Larg Cabeça:27cm; Larg Ombros:47Cm; Larg Meio:40cm; Larg Pés:25cm; Prof cabeça:15cm; prof pés:10cm; prof Meio:21cm. Está orientada de Norte para Sul.
Tipologicamente caracteriza-se por ter uma cabeça tipo E e tronco tipo F. Assim, está-se perante uma sepultura de transição, podendo cronologicamente situar-se no século X.
Não se sabe mais nada sobre este monumento funerário; a quem pertenceu; quem o mandou construir; quem o construiu...
Porém, compete a todos nós cuidar que se mantenha intacto. A Junta de Freguesia, como entidade local capaz de zelar pela preservação do nosso património, deverá, a meu ver tomar a cargo essa tarefa. Pela minha parte, e com a minha preparação técnica sobre a matéria, estou inteiramente disponível para toda e qualquer colaboração. Basta, para tanto, que assim se queira.
PS não tenho foto disponível, segue desenho.
TSFM
 
<$Comentários$>:
Oi, estava passando pelo seu blog! Ele esta ficando muito legal! Eu tambem tenho um site, so que e de revelacao digital. O endereo dele e www.gigacolor.com.br, da uma passadinha la, por falar nisso, sera se voce poderia colocar um link para ele no seu blog? na secao de links? um abraco e continue sempre melhorando o seu blog, esta ficando muito legal! Obrigado, Andr� Cardoso.
 
“E por incrível que pareça quando os havia, mandavam-se destruir, em nome do progresso...”
TSFM preocupa-me imenso saber que em Mangualde ainda não está constituído um grupo ou alguém responsável na nossa Autarquia que olhe em pormenor para os nossos monumentos. Se não tivesse Mangualde a sorte de ter gente interessada nunca ninguém iria saber o porquê da nossa existência e é de louvar a tua “luta, paciência e paixão” por estas coisas, mais, se me permites, faço referência ao teu livro “Sepulturas Escavadas na Rocha no Concelho de Mangualde” as referências estão feitas o levantamento está feito, e a atenção pelas mesmas por quem responsável continua tão longínqua como os anos que elas já contam…e são muitos!
Tudo o que diz respeito às nossas gentes deveria ser cuidado e preservado! Bem haja pelo tema!
 
Parabéns pelo tema. Acredito que só o olhar atento para o nosso passado nos pode realizar no futuro. Não somos mais do que o resultado dos nossos antepassados e dos antepassados dos nossos antepassados. Acredito que será dada, a este momumento, a importância que tem. Obrigado.
 
António
Gostaria de começar este breve comentário dando-te os parabéns pelo blog em questão.Está bem construído, cores agradáveis ( verde, claro )onde finalmente poderei ler algo sobre a história das redondezas.Agora que já dei a minha opinião de entendido em blogs (??),o que é mesmo a carvalha gorda ?
 
É claro que estava a brincar...
Beijos para os outros elementos do trio só falta a mãe.
 
olá . só para desejar bons posts .
vou tambem colocar este link
um conselho: os blogues do blogspot eestão a ser vitimas de muitos ataques de spam. uma das soluçõe sé optar prlo anti spam do blogspot. algures nos settings. nos comentarios passa a ser necessário introduzir manualmente umas letras o que impede a colocação de spam que normalmente é automático
 
Parabens, gostei de ver um blog sobre a história da nossa terra.
Força,ainda vais ultrapassar o Terras de Azurara e o mocho.
 
é fantástico saber que há alguem que não desiste de lutar por aquilo em que acredita! se há uma coisa que me fascina é saber quais são as nossas raizes, como é que surgiu o sitio onde vivemos.
Proponho-te um desafio amigo Tavares, escreve sobre as origens da nossa terra e tens pelo menos um leitor atento do principio ao fim!
 
Perdão, esqueceu-me o nome!
 
Sei que este monumento é uma preocupação tua de há muito. Vamos ver se é desta que não cai no esquecimento e fazem algo para o sinalizar e preservar adequadamente.
 
parabéns pelo site, se não for ser indiscreto vou indicar os teus dados para alguém que quer criar uma associação ambiental em mangualde, poderá haver interesse em alargar o âmbito dessa associação para os monumentos também.
saudações xxx
 
XXX, concerteza...
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar