NEOARQUEO
02 janeiro 2011
  Quem nunca recebeu o Prémio Nobel...ou...quem deveria...

Muito se fala e se escreve sobre os vencedores dos diversos prémios que as múltiplas sociedades científicas instituem. No campo das letras, no campo das ciências, da tecnologia, etc, são vários os laureados que anualmente vão sendo justamente comtemplados. Nobel, com a instituição dos Prémios, criou, por assim dizer o patamar supremo da classificação dos Homens. Naturalmente que não é com o objectivo de ganhar o galardão que os cientistas se empenham na investigação, porém o Prémio constitui um forte incentivo ao desenvolvimento das ideias, das técnicas e das descobertas mais maravilhosas, a bem da Humanidade. No entanto, para uns ganharem outros ficam inevitavelmente de fora, perdem. No campo da Medicina, há autores que pensam que houve vários nomes deveriam ter merecido o Prémio Nobel desta ciência:

Hipocrates (460 a.C.) - pelo Juramento Hipocrático e pelos aforismos, dando novo rumo à Ciência Médica.

Alcmaeon (500 a.C.) - Distinção entre veias e artérias.

Galeno (131-201) - Por ter provado que as artérias continham sangue e não ar.

Leonardo Da Vinci (1452-1519) - Descobriu que os bronquios e bronquíolos não tinham relação com o coração e que estes diminuiam de calibre até atingirem os pulmões, além disso referiu que as válvulas cardíacas só permitem a passagem do sangue num sentido.

William Harvey (1578-1657) - pela descoberta da circulação do sangue.

Edward Jenner (1749-1728) - pela descoberta e divulgação da vacina.

Albert Calmette (1863-1933) - pela descoberta, em associação com Gérin, da vacina antituberculosa, BCG.

Louis Pasteur (1822-1895) - Pelo contributo para a descoberta dos princípios da infecção, imunidade e certas propriedades do sangue.

Sigmund Freud (1856-1939) - pela concepção da Psicanálise.

Vários ainda ficam por citar. A este vultos históricos se devem descobertas que abriram caminho a toda uma evolução em muitos casos extraordinária. Note-se que na actualidade a genética é o campo de investigação extremamente recente e promissor no caminho que leva para a descoberta de curas e tratamentos de várias doenças.

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.


 
<$Comentários$>:
...só não levaram os merecidos Nobels como muitos deles foram postos em causa nas suas épocas...mundo cão :-(
 
Blog interessante. Afinal somos da mesma área do conhecimento e eu acabo por ser um pseudo-arqueólogo em virtude de ter um clube na minha escola que é o Clube de Arqueologia. Sou de História da Arte e saio ao Sábado com 8 alunos em busca dos tesouros que Portugal tem com fartura. Este blog até me pode orientar para futuras visitas.
Um abraço
 
interessante blog....a minha formação inicial tb foi em História, mas em Arte, tendo depois divergido para outras áreas nomeadamente me formado em Sociologia....interessa-me blogs como o seu, actualiza-se o pensamento....
 
...eheheheh, eu tb 'dou' História de Arte...e tive 4anos dela na Faculdade :-D
 
E Viva a História de Arte. Conheço imensos colegas de Arte, dado que em Coimbra as duas variantes, a Arqueologia e a Arte tinham as cadeiras de História (nucleares, por assim dizer) em conjunto. Regra geral era no anfiteatro I, pois albergava muita gente...
 
Falto lá eu... Nunca descobri nada, mas que diferença faz!
Sou afinal um produto de todas essas descobertas... vá lá!!!!!

Abraço
 
No passado muitos deram pequenos/grandes passos na medicina e foram quase esquecidos.
No futuro, não se estranhe se algum dia a real academia de ciências da Suécia atribuir o Nobel de medicina a um Português. Afinal, temos bons investigadores (ex: António Damásio, Sobrinho Simões, Lobo Antunes, etc..) e os melhores alunos deste país. São poucos, bons e alguns têm de fugir para poder investigar.

Um abraço
 
Duvido e que possam existir familiares dos mencionados para receberam os premios postumamente.

Desculpa e mas foi a "reinar".

Um abraco de amizade.
 
Alex, nós, portugueses já tivemos um Nobel da Medicina: Egas Moniz.
 
então TSFM, e daqui de lisboa, conheces o 'Grande' Fernando António? é do melhor :-)
e a Margarida Calado?

...ambos tambem enchem anfiteatros inteiros!
O primeiro, pq é um espectáculo deslumbrante, ouvi-lo falar 2/3 horas seguidas (de qq fase da pintura) :-)

Ela, pq é uma especialista na matéria (História da Pintura - internacional e nacional-sécs.17, 18, 19 e principios de 20).

Agora, na exposição do Amadeo S.Cardoso, vai fazer 1 visita guiada só para profs., a qual não vou perder ;-)
 
emenda:

O Professor Fernando António é especialista em td a Arte (não é só pintura).
 
Adoraria estar por aí. Faz-me falta ver umas exposições, faz-me falat ouvir falar de arte...
 
...a exposição é até 15Janeiro....dá para cá dar um saltinho a vê-la ;-)
 
falta um portugues... q nos teve para ter um mas depois por politica foi pra um amaricano... e nobel em causa era da literatura... era mais do q merecido... como n teve a medalha ninguem se lembra dele...
 
Gosto de aprender...e aqui aprendo imenso! Grata!
Beijo sem cor...
De uma concha que foi AZUL!
BShell
 
E tivemos outro da literatura... O José Saramago!
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar