NEOARQUEO
02 janeiro 2011
  Atenas e o seu explendor clássico

Quem se passeia pela cidade de Atenas, hoje, verifica que se trata de uma cidade cosmopolita encerrando várias culturas que nos vêm dos tempos mais remotos da Antiguidade.
Atenas foi no passado glorioso o berço da Civilização que hoje norteia todo o mundo ocidental. Foi nos longínquos tempos dos séculos V e IV a. C. que esta cidade fez nascer a Democracia, a Filosofia, e outras maneiras de ser e estar no mundo que perduram na actual civilização Europeia e dos países ( e continentes) que sofreram a sua influência.
Atenas em termos de ruínas arquitectónicas é riquíssima: a Acrópole, o Partenon, enfim uma cidade que, embora destruída, perdura.
Hoje trago-vos algumas fotos das ruínas e a reconstituição dos monumentos . Quando visitarem esta magnífica cidade relembrem a "reconstituição" e verão que será mais fácil e agradável visitar e compreender as ruínas.


PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.


 
<$Comentários$>:
E uma cidade que esta nos meus planos visitar.
Excelente reconstituicao!

So e pena os ingleses nao devolverem as obras de arte, pertencentes a esses monumentos!

Um abraco amigo do d'Algodres.
 
Nos seus tempos áureos devia ser uma cidade verdadeiramente deslumbrante.
Foi um pilar da nossa civilização.
Se tivesse tempo ia visitá-la de bom grado.
Um abraço
 
Cumprimentos Tavares.
E tendo sida atacada e vencida por Esparta(juntamente com outras cidades), resistiu e continua ainda hoje maravilhosa.
Quem nuca ouviu falar de Socrates e Platão, entre outros?
Tudo isto e muito mais devemos á antiga civilização grega.
uma abraço
 
Em 2004, em plenas Olimpíadas de Atenas, numa das minhas raras saídas de Portugal, fui passar 8 dias à Ilha de Creta.
Há muitos anos que ouço cá em casa falar da Grécia Antiga com muito entusiasmo. Infelizmente, nessa altura, nems sequer saímos do Aeroporto de Atenas. Para cúmulo, chegámos a participar numa operação de despistagem de algum alerta, visto que tivémos que sair do avião com bagagens e tudo, e esperar nas instalações antes de regressarmos ao aparelho.
Observei sem a precisão mínima, do ar, as ruínas aqui referidas.
Temos que lá voltar, isto é, ir expressamente a Atenas.
De qualquer modo, Creta é uma ilha que nos transmite uma sensação mítica, quase ao extremo. Gostei e emocionei-me com frequência. O planalto de Kriti e a gruta onde nasceu Zeus; o contraste de luz e sombra provocado pelas abertas nas montanhas em redor do planalto, que parece transportar-nos a outras dimensões, é duma transcendência sublime; as ruínas de Kronos...
Desculpe o espaço ocupado no comentário.
Um abraço
António
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar