NEOARQUEO
01 abril 2008
  etnografia
Cabe neste espaço a Etnografia. A vida rural das gentes da Beira Alta, das Terras de Azurara e de Tavares e de outros sítios deste "imenso" Portugal. Não posso, não devo ser redutor às fronteiras do meu concelho, não só porque o Homem e as suas manifestações são o cerne da filosofia editorial do Neoarqueo, bem como as semelhanças e as diferenças que existem nas mesmas manifestações a issso obrigam, sob pena de perder a minha objectividade e quiçá algum rigor histórico e cultural.
Assim, hoje gostaria de vos falar um pouco de alguns instrumentos da vida quotidiana, da economia das gentes da nossa terra, daqueles objectos que na minha mocidade fizeram parte da minha realidade visual e hoje para os ver, a maior parte deles, já tenho que me deslocar a um museu de etnografia. Não merece a pena irmos a Lisboa ao Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia, basta dar um saltito aqui ao lado ao Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria, em Carregal do Sal e ver a exposição permanente que a equipe do Arqueólogo, Dr Evaristo Pinto, zeolosamente cuida e estuda.
Bem, a agricultura foi e é a base económica das sociedades que se mantêm nestas paragens do concelho de Mangualde. Os diversos instrumentos para o amanho da terra, para tratar dos cereais, para cultivar a vinha, para fazer o vinho, para...enfim toda uma multiplicidade de tarefas que a pouco e pouco vão sendo arrumados a um canto, perdidos até pela inovação tecnológica. Os tractores e outras alfaias agrícolas modernas vão condenando a velha grade, o velho arado de madeira, a velha pipa de guardar o vinho...
Cabe a todos nós, sem margens para dúvidas, sempre que tropeçarmos numa dessas peças, a obrigação de a salvaguardar da fome devoradora que o tempo tem. Faço um apelo a todos os que me lêem: os instrumentos que tenham em casa se os não quizerem guardar, por falta de espaço, eu posso ficar com eles para a elaboração de um museu, ou então nas vossas terras criem vós um museu com esses artigos.
Deixo-vos hoje uma foto das alfaias mais usuais de outrora.
 
<$Comentários$>:
See please here
 
Ainda conservo alguns artefactos antigos.
Também sei que há na Abrunhosa quem já tenha recolhido alguns.
Pode ser que um dia se juntem todos para fazer uma grande exposição e/ou publicação.
Um abraço
 
O akinol e o adam brown mereciam levar com um mangual no lombo…
 
agora é que tu dissseste tudo, Alex
 
La esta em lugar de destaque o "mangual", provavelmente dele e que vira o toponimo Mangualde! Ou nao?

Um abraco de amizade do dalgodrense.
 
Há vários tipos de alfaias conforme o trabalho de cada um. O microfone também pode ser uma... tu que gostas de música, passa lá pelo cantinho! O choro é garantido.

:-) Boa semana.
 
Gracias por la información sobre la Orca dos Padroes y otras de la zona. Conozco varias como Orca de Cunha Baixa, Penedo de Com, Cavada, Seixo de Beira, etc. Espero volver pronto. Felicidades por el blog. Si quieres pasate por el mio espero que te guste: http://dolmenes.blogspot.com
dolmenes y megalitos del mundo
Te puse el comentario sobre la noticia en tu blog, pero como era antigua lo he puesto tambien en la última. Puse un enlace en mi blog
 
CDS-PARTIDO POPULAR

Nº 07 NOTA DE IMPRENSA 18/04/2008


BARRAGEM DE GIRABOLHOS
ou
BARRAGEM DE ABRUNHOSA DO MATO-GIRABOLHOS?

- Em vez de embandeirar em arco, a Câmara deve lutar para que a barragem inclua o nome de Abrunhosa do Mato -

No momento em que se multiplicam as tentativas (das hostes do poder laranja em Mangualde e também da oposição socialista) de aproveitamento político da decisão de construção da dita Barragem de Girabolhos, da qual foi hoje lançado o concurso público, entende o CDS-PP chamar a atenção dos Mangualdenses para o facto de, até ao momento, nenhuma das forças políticas referenciadas e também e principalmente (até pelas responsabilidades institucionais que lhe cabem…) a Câmara Municipal de Mangualde, ter assumido a defesa de que a barragem venha a adoptar o nome de BARRAGEM DE ABRUNHOSA DO MATO-GIRABOLHOS, ao invés do anunciado Barragem de Girabolhos, no respeito por expectativas criadas desde há dezenas de anos e, diga-se, pela localização de facto da dita barragem, afinal projectada para bem mais perto de Abrunhosa do Mato, que de Girabolhos, não parecendo relevar o facto de no local confluir, pela margem esquerda, a pequena ribeira de Girabolhos.

Dá-se mesmo o caso de, do lado de Abrunhosa do Mato, existir caminho transitável, feito visando este objectivo, até ao local da Barragem, o que não pode deixar de ter um significado.

E não se trata de uma mera questão de bairrismo, nem estamos perante uma questão menor!
De facto, sendo a Barragem óbvio factor de desenvolvimento regional, o seu impacto local será tanto maior para as populações das suas margens, quanto puder ser”vendida”/promovida a “marca” (o nome) das povoações que servirão de apoio às actividades que se potenciarão, sejam de ordem estritamente económica, sejam de ordem turística e, como tal, social.

E, manifestamente, deixar que vingue Girabolhos (concelho de Seia – freguesia de Girabolhos), deixando no esquecimento Abrunhosa do Mato (concelho de Mangualde – freguesia de Cunha Baixa), afinal o concelho onde se verificarão maiores impactos (envolvendo as freguesias de Cunha Baixa, Santiago de Cassurrães, Póvoa de Cervães e Abrunhosa-a-Velha), já que, na margem esquerda, tais impactos se distribuirão por Seia e Gouveia, será permitir que, por razões que a razão desconhece e por claro mas injustificado e imperdoável desinteresse, outros aproveitem em exclusivo do que, legitimamente, deverá ser partilhado.

As populações de Abrunhosa do Mato têm a isso todo o direito.

Compete aos responsáveis políticos garantir o reconhecimento de tal direito e, como tal, a mudança do nome anunciado para o de BARRAGEM DE ABRUNHOSA DO MATO-GIRABOLHOS.

As populações julgá-los-ão pelo que, agora para o facto alertados, se interessarem por fazer!

Ao CDS-PP reconhecerão o papel determinante que entendemos assumir em termos da promoção e desenvolvimento do nosso Concelho e das populações que nos habituámos a servir.

Mangualde, 18 de Abril de 2008
Comissão Política Concelhia de Mangualde do CDS-PP


José Carlos Almeida Ribeiro
(Presidente da Comissão Política)




PS:
Se tiver interesse em conhecer em pormenor o projecto da Barragem, entre em:

http://www.inag.pt/images/diversos/temporario/Seguranca_de_barragens/PNBEPH_Anexo08_Girabolhos.pdf

Ao longo de 31 páginas vai poder tomar contacto com:
1 - Caracterização do Aproveitamento
2 - Aspectos económicos
3 - Aspectos sociais e ambientais
Desenhos (vários)
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar