NEOARQUEO
28 outubro 2011
 
Já se iniciaram os trabalhos de restauro do Retábulo da Capela do Rebelo, que é arquitectonicamente uma obra do estilo barroco, do séc. XVIII, classificada como imóvel de interesse público. O estado de conservação do retábulo e da imaginária do interior da capela inspirava já a necessidade de cuidados para a sua salvaguarda. Assim, e de acordo com a sua política de gestão do património cultural, a Câmara Municipal deu início a esta intervenção, através do seu Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural. Após aprovação do processo junto do IGESPAR, através da Direcção Regional de Cultura do Centro, o restauro está entregue à empresa especializada "Ouro Fino", do Mestre em Conservação e Restauro Jorge Pereira. Entretanto, estão a ser produzidos esforços no sentido de se conseguir um Mecenas que obvie este custo.O seu interior ostenta um belíssimo retábulo no altar-mor, do estilo Rococó (fase final do estilo barroco), de onde sobressaem os marmoreados policromados sobre madeira e uma colunata lateral que anuncia já a tendência que no século XIX vem a ser a grande característica da arte integrada e da arquitectura, o neoclássico.
A intervenção agora iniciada espera-se que esteja concluída até ao final do corrente ano, por altura do Natal.
 
<$Comentários$>: Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar