NEOARQUEO
10 janeiro 2011
  H D, o General sem Medo

Faz hoje anos, 50, precisamente, que o General sem medo, Humberto Delgado, afirmara que se fosse eleito Presidente da Républica demitiria o Presidente do Conselho de Ministros, António Salazar. Claro que isso não aconteceu. As eleições fizeram-se, poram perdidas por Delgado, foi condenado ao exilío e acabou morto perto de Badajoz. Ao que se diz, oficialmente, às mãos da Pide; por outro lado o seu neto, que acabou de lançar um livro dedicado à vida do oposicionista do regime fascista, afirma que este morreu espancado e não com uma bala, mas contudo às mãos da PIDE...

A História faz-se com os factos que de facto acontecem e não com suposições...por isso é descabido e não faz sentido afirmar que se Delgado tivesse ganho as eleições Portugal teria seguido outro rumo. Este tipo de pensamento, por mais interessante que possa ser é sempre uma suposição e as conclusões são sempre as que a nossso bel prazer quizermos tirar. Não me quedo por isso numa argumentação deste género, mas sou tentado a dizer que se Delgado tivesse ganho as eleições e tivese cumprido a promessa de demitir, obviamente, Salazar, a História deste país, até então ainda capital de um Império, ter-se-ía escrito inevitavelmente de forma diferente. No mínimo diferente. Mas o Processo Histórico é assim mesmo, fatalmente acontece como tem que acontecer, ou, sem laivos de "fado" à portuguesa, acontece como acontece, pela acção e pela inércia do Homem. Istoé, subjacente ao Processo Histórico está sempre a acção, a reacção, a contrareacção, a conjugação de diversos factores e conjunturas várias, bem como a não acção, o desinteresse, a impotência...
Todavia, mais cedo ou mais tarde, as Sociedades tendem à alteração, tendem à mudança: quando não é de uma forma evolutiva é-o de uma maneira revolucionária...
Como dizia o poeta e cantor: "o sonho comanda a vida..."

PS Este Post foi transferido para data posterior por questões técnicas.



 
<$Comentários$>:
A velha questão dos "Se"...
Tivesse sido a história diferente ou não, o que importa é que, homens como Humberto Delgado não faltem nos dias de hoje...
 
Muito bem Ana Rita, porque foram com homens como ele que se fez um Portugal livre e democrático.Pelo menos, tu sempre assim o cnheceste e ainda bem pra todos nós.
Ant. Joaq.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial
Espaço para reflexões sobre Património Cultural, Arqueologia, Historia e outras ciências sociais. Gestão e Programação do Património Cultural. Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog sem o prévio consentimento do webmaster.

A minha fotografia
Nome:

António Tavares. Arqueólogo e Gestor do Património Cultural. Actividade liberal, Arqueoheje e Município de Mangualde.


Arquivo
Setembro 2005 / Outubro 2005 / Novembro 2005 / Dezembro 2005 / Janeiro 2006 / Fevereiro 2006 / Março 2006 / Abril 2006 / Maio 2006 / Junho 2006 / Julho 2006 / Agosto 2006 / Setembro 2006 / Outubro 2006 / Novembro 2006 / Dezembro 2006 / Janeiro 2007 / Fevereiro 2007 / Março 2007 / Abril 2007 / Maio 2007 / Junho 2007 / Julho 2007 / Setembro 2007 / Outubro 2007 / Novembro 2007 / Fevereiro 2008 / Abril 2008 / Maio 2008 / Setembro 2008 / Outubro 2008 / Novembro 2008 / Dezembro 2008 / Março 2009 / Abril 2009 / Maio 2009 / Junho 2009 / Julho 2009 / Agosto 2009 / Setembro 2009 / Outubro 2009 / Dezembro 2009 / Janeiro 2010 / Abril 2010 / Junho 2010 / Setembro 2010 / Novembro 2010 / Janeiro 2011 / Fevereiro 2011 / Março 2011 / Abril 2011 / Maio 2011 / Junho 2011 / Julho 2011 / Agosto 2011 / Setembro 2011 / Outubro 2011 / Novembro 2011 / Dezembro 2011 / Janeiro 2012 / Abril 2012 / Fevereiro 2013 / Junho 2013 / Abril 2016 /




Site Meter

  • Trio Só Falta a Mãe
  • Memórias de Histórias
  • arte-aberta
  • Rede de Artistas do Arte-Aberta
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Abrunhosa do Mato
  • CRDA
  • Instituto Arqueologia
  • Terreiro
  • O Observatório
  • Domusofia
  • O Mocho
  • ACAB
  • O Grande Livro das Cabras
  • Teoria da conspiração e o dia dia do cidadão
  • O meu cantinho
  • Escola da Abrunhosa
  • O Fornense
  • Um Blog sobre Algodres
  • d'Algodres:história,património e não só!
  • Roda de Pedra
  • Por terras do Rei Wamba
  • Pensar Mangualde
  • BlueShell
  • Olhando da Ribeira
  • Arca da Velha
  • Aqui d'algodres
  • n-assuntos
  • Universidade Sénior Mangualde
  • Rotary Club de Mangualde
  • galeriaaberta
  • Francisco Urbano
  • LONGROIVA
  • Kazuzabar